Cascavel - Justiça nega pedido do Ministério Público de determinar lockdown na cidade - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Cascavel - Justiça nega pedido do Ministério Público de determinar lockdown na cidade

Portal Douglas Souza

Ministério Público havia pedido que a Justiça mandasse que a prefeitura adotasse medidas de restrição total na cidade, para evitar avanço de casos da Covid-19; município recorreu

Foto - Ric Mais
A Justiça negou um pedido feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) para que a Prefeitura de Cascavel, no oeste do Paraná, fosse obrigada a estabelecer medidas de restrição total, de lockdown, na cidade.


A decisão de negar o pedido foi emitida pela Vara da Fazenda Pública de Cascavel, na quarta-feira (17).


O MP-PR havia pedido que o município determinasse o lockdown, sob o argumento de que as medidas tomadas pela prefeitura em um último decreto são insuficientes para evitar ou diminuir a disseminação da doença.


A juíza Nícia Kirchkein Cardoso, que assina o documento, destacou que não foi identificada nenhuma omissão ou ilegalidade por parte do município, na decisão de medidas de enfrentamento à Covid-19.


Na segunda-feira (14), um decreto da Prefeitura de Cascavel aumentou as restrições na cidade, com fechamento completo de estabelecimentos aos sábados e domingos. Com a medida, fica permitida apenas a abertura de hospitais, farmácias e laboratórios.


De acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na quarta-feira, Cascavel registra 1.189 casos de coronavírus, com 23 mortes. Oito novas mortes pela doença na cidade foram confirmadas no último levantamento.


O município informou que a cidade registra 25 mortes e 1.439 casos.


Segundo a Secretaria de Saúde de Cascavel, o município possui 34 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com suspeita ou casos confirmados da Covid-19, pela rede pública de saúde. (Com G1 Paraná).

https://i.ibb.co/4F125LN/DUBENA-1.png

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad