Cometa 'Neowise' poderá ser visto no Paraná a partir desta quinta (23); veja dicas - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Cometa 'Neowise' poderá ser visto no Paraná a partir desta quinta (23); veja dicas

Portal Douglas Souza

Melhor horário para assistir é entre o fim da tarde e o início da noite. Cometa deverá aparecer perto da linha do horizonte.

O cometa C / 2020 ou "Neowise" é visto atrás da Torre Ghajn Tuffieha, na Baía Ghajn Tuffieha, em Malta. — Foto: Darrin Zammit Lupi/Reuters
Foto: Darrin Zammit Lupi/Reuters
O cometa "Neowise", descoberto no fim de março pelo satélite de mesmo nome da agência espacial americana (Nasa), poderá ser observado no Paraná a partir desta quinta-feira (23).

O cometa deve ser melhor visualizado à direita do ponto onde o Sol se põe, entre o final da tarde e o início da noite. Ele deverá aparecer perto da linha do horizonte.

Segundo o professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e doutor em astronomia e astrofísica Felipe Braga Ribas, o ideal é procurar um local com menos luminosidade e usar um binóculo.

"A olho nu vai ser difícil, porque ele já está perdendo brilho, está se afastando da Terra", afirmou o professor.
Veja as dicas — Foto: Reprodução/RPC

Segundo o professor, ao final da tarde, o cometa deve estar próximo de onde a lua está localizada no céu.

O cometa foi melhor visualizado no hemisfério norte, no começo do mês de julho, quando atingiu o ponto de sua órbita mais próximo do Sol.

O coordenador do Observatório Astronômico do Colégio Estadual do Paraná, Amauri Pereira, acredita que ele deve se parecer com o Hale-Bopp, que foi visto em 1996.

"Cometas, em geral, são difíceis de observar. Acredito que esse vá se parecer com o Hale-Bopp, em 1996, e que não vá ter a cauda tão bonita quanto o McNaught, em 2007", explicou.

A partir da sexta-feira (24), ele já poderá ser visto de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Cometa Neowise é fotografado no céu do Líbano em 7 de julho de 2020  — Foto: Maroun Habib (Moophz)/Nasa

Os cometas são corpos formados por gelo, rochas e materiais orgânicos, e vêm dos confins do sistema solar: o cinturão de Kuiper, ou talvez ainda mais longe, da nuvem de Oort, que são ambas concentrações de pequenos corpos celestes.

O Neowise é um dos poucos cometas do século XXI que podem ser vistos a olho nu, segundo a Nasa. (Com G1 - O Portal de Notícias da Globo).
22 de jullho - Foto de longa exposição mostra o cometa Neowise (C / 2020 F3) sobre o Monte Saint-Michel, oeste da França — Foto: Loic Venance/AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad