https://i.ibb.co/61JTKvh/PUB01.gif

Consumo de luz no Paraná cai 5,9% no segundo trimestre

Portal Douglas Souza

A maior queda no consumo de luz no Paraná se deu entre os clientes do mercado livre de energia

Foto - Agência Estadual de Notícias (AEN)
O consumo de luz no Paraná apresentou uma queda de 5,9% no segundo trimestre de 2020 se comparado ao mesmo período do ano passado. 

De acordo com a Agência de Notícias do Paraná, a queda do consumo de luz no Paraná foi motivada pela redução da atividade econômica em diversas áreas em função da pandemia provocada pelo novo coronavírus. 

Consumo de luz no Paraná: resultado é chamado de mercado fio 
Conforme o governo, o resultado da queda de consumo de luz no Paraná é o chamado de mercado fio da distribuidora Copel, que inclui tanto a energia fornecida a consumidores cativos, quanto consumidores livres – empresas com demanda maior que 500 kW que optam por deixar o mercado regulado para negociar a compra de energia no mercado livre.  

A maior queda no consumo de luz no Paraná se deu no mercado livre de energia, entre empresas de maior porte. 

O consumo neste segmento caiu 6,7% no segundo trimestre, na comparação com 2019. 

Já o consumo de energia no mercado cativo da Copel caiu 5,8%. A baixa se deu principalmente por causa dos setores de comércio e serviços (-19,1%) e industrial (-18,8%). 

Já os segmentos residencial e rural apresentaram altas no consumo de energia, de 5,2% e 3,3%, respectivamente. 

A Copel possui 3,8 milhões de consumidores residenciais (de um total de 4,7 milhões de clientes). Esse segmento representou 41,5% do total do consumo de energia do mercado cativo da Copel no segundo trimestre de 2020. 

O consumo médio mensal dos clientes residenciais subiu 3,1% nos últimos três meses, na comparação com o mesmo período de 2019, passando de 158 kWh/mês para 163 kWh/mês por unidade consumidora, em média. 

Já o desempenho da classe rural reflete os bons resultados do agronegócio paranaense nos últimos meses, apesar dos efeitos negativos da pandemia. Ao final de junho de 2020, a classe representou 13,1% do consumo do mercado cativo da Copel com 348.758 consumidores. (Com Agência Estadual de Notícias, via Ric Mais).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://i.ibb.co/FxYNpLw/PUB02.gif
https://i.ibb.co/61JTKvh/PUB01.gif
https://i.ibb.co/61JTKvh/PUB01.gif