Professor de universidade de Guarapuava é acusado de fazer apologia ao estupro em aula - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

sábado, 20 de março de 2021

Professor de universidade de Guarapuava é acusado de fazer apologia ao estupro em aula

Durante uma aula on-line o homem disse “se o estupro é inevitável e eminente, relaxe e aproveite”

Foto - Reprodução/Portal RSN
Um professor universitário de uma instituição de Guarapuava revoltou moradores da Região. Isso porque, em uma aula on-line o homem utilizou o espaço para  falar uma frase e foi acusado de normalização do estupro, apologia ao estupro e machismo.

O professor estava participando de uma aula. Entretanto, em certo momento, ao exemplificar o que falava, disse que “se o estupro é inevitável e eminente, relaxe e aproveite”.

POSICIONAMENTO
Nas redes sociais, mulheres cobraram um posicionamento da instituição em que o homem atuava. A universidade se posicionou, ele foi demitido e uma nota emitida.

“O Centro Universitário Campo Real informa que tendo tomado conhecimento na noite de 19/03 por manifestação proferida por professor das coligadas UB durante aula, imediatamente deliberou sobre as medidas administrativas cabíveis para o desligamento do professor. Reiteramos ainda que preza pelo respeito à mulher e não tolera condutas de desconsideração a qualquer de seus direitos em seus ambientes de ensino”.

No entanto, mesmo com o posicionamento que foi postado no Instagram, alunas continuaram pedindo outras formas de manifestações. “Espero que estudantes que infelizmente ouviram os absurdos desse professor tenham acolhimento e apoio da instituição. E que a universidade também fale mais sobre as diversas violências que sofremos. O desligamento do professor precisa ser a primeira atitude, não a última”.

Por fim, um outro comentário também chama a atenção. “Parabéns! Antes tarde, do que nunca. Até porque está na visão da instituição. Educação para convivência baseada na tolerância, no respeito mútuo, na dignidade humana, na ética, na igualdade de direitos, na ausência de preconceitos, na educação de direito humanos”. (Com Rede Sul de Notícias).
6e22e4fc-7329-422b-8d19-d930a6c278e8
Participe do grupo de WhatsApp do Portal Douglas Souza e receba informações em seu celular; Grupo de WhatsApp Portal Douglas Souza (04)
d932d106-4a6e-472d-8f07-5072cad6249c
Foto - Unicesumar/Palmital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad