Unidades de Conservação de Palmital já registraram 22 espécies de mamíferos de médio e grande porte - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Unidades de Conservação de Palmital já registraram 22 espécies de mamíferos de médio e grande porte

Para obter os registros os pesquisadores utilizaram 15 armadilhas fotográficas, busca direta e análise de pegadas

Foto - Via; Correio do Cidadão
As Estações Ecológicas são áreas instituídas pelo poder público, que tem como objetivos a preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas que contribuam para conhecer sua biodiversidade e contribuir para sua preservação. 

Com esse objetivo foi criada a Estação Ecológica Municipal de Palmital em 2015 e mais recentemente o Parque Municipal em 2020. Para conhecer a biodiversidade destas duas Unidades de Conservação a Prefeitura através da Secretaria de Meio Ambiente, na pessoa da Bióloga Rosilda, estabeleceu uma parceria técnica e cientifica com pesquisadores da UNICENTRO e UNESPAR, tendo a orientação e supervisão do Instituto de Água e Terras do escritório regional de Pitanga.

Essa parceria tem com o objetivo gerar um banco de dados que estão fornecendo dados para a elaboração do plano de manejo das unidades de conservação uma exigência dos órgãos ambientais após a criação das Unidades de Conservação.

Um dos grupos de animais estudados foram os mamíferos de médio e grande porte (mamíferos com mais de um quilo) e que no Estado do Paraná podem chegar a 40 espécies. Para obter os registros de mamíferos os pesquisadores utilizaram metodologias consagradas para o grupo, tais como 15 armadilhas fotográficas, busca direta e análise de pegadas. Com o esforço amostral aproximado de 38.848 horas de armadilhas fotográficas e 95 horas de busca direta, foi possível registrar 22 espécies de mamíferos de médio e grande porte, distribuídas em oito ordens e 14 famílias.

Das vinte e duas espécies registradas, uma é doméstica e onze estão sobre algum status de ameaça seja a nível Estadual, Nacional ou Internacional, ou seja, (Cuniculus paca, Leopardus guttulus, Leopardus wiedii,, Puma concolor, Puma yagouaroundi, Sapajus nigritus, Sabajus negrittus, Pecari tajacu, Mazama nanaI e Tapirus terristris) encontram-se sob algum nível de extinção (Mundial, Nacional ou Estadual).
Foto - Prefeitura de Palmital
Ao comparar os resultados de mamíferos de médio e grande porte na Mata Atlântica (40 espécies) com as da Estação Ecológica Municipal de Palmital e Parque Municipal, registrou-se 52,5% da riqueza esperada para o estado. A riqueza de espécies aproxima-se dos resultados obtidos por outras pesquisas de levantamento mastofaunistico utilizando a mesma metodologia. 

Os resultados evidenciam a importância das Unidades de Conservações de Palmital, as quais cumprem seu objetivo que é da preservação e conservação da biodiversidade e ainda trazem recursos financeiros para população através do ICMS Ecológico. (Com Correio do Cidadão).







LOGO-2-SITE
Participe do grupo de WhatsApp do Portal Douglas Souza e receba informações em seu celular; Grupo WhatsApp Portal Douglas Souza (05)
ODONTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad