https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif

Após covid, comunicador de Pitanga reaprende a caminhar e a falar

Jonei Farias ficou 30 dias no Hospital Regional onde chegou com "quadro irreversível". Já em casa, ele homenageia o médico Fabiano Góes

Foto enviada por Jonei Farias ao RSN

O comunicadior ativo que não parava de trabalhar agora enfrenta outros desafios. No lugar do microfone e da câmera, o blogueiro Jonei Farias se vê às voltas com sessões de fisioterapia e fonoaudiologia. E é dividindo-se entre a ciência e a fé que ele busca a superação, mais uma vez. Afinal, Jonei é um sobrevivente da covid-19. Entretanto, as sequelas ficaram e também precisam ser vencidas. Ele está reaprendendo a caminhar e falar.

"Fui  internado no dia 21 de maio no Hospital Regional de Guarapuava. Fui direto para a UTI onde fiquei 20 dias e desses passei intubado por 16 dias e mais oito na enfermaria. Mas quando cheguei, eu estava morto. Mas sobrevivi pela graça e misericórdia de Deus."

Após quase 30 dias hospitalizado, agora Jonei se recupera em casa em Pitanga. “Eu tive muitas complicações e o quadro sempre era grave ou gravíssimo. Por oração de muitos amigos eu consegui reagir. Segundo os médicos, sou milagre porque a minha situação era irreversível. Estou voltando a andar e a falar com ajuda da fisioterapia”.

RECONHECIMENTO
Entretanto, para chegar onde está, Jonei conta que teve o atendimento de vários médicos e profissionais de enfermagem. Mas um deles marcou a passagem pelo hospital. “Quando o conheci ele apertou minha mão, olhou nos meus olhos e disse: ‘Bom dia, sou Dr. Fabiano e vou cuidar de você. Sou teu médico e tudo que precisar e só falar comigo’. Brinquei: ‘quero maçã e suco’. Ele de pronto, respondeu: ‘Vou providenciar'”.
Foto - Enviada por Jonei Farias ao RSN

Conforme Jonei Farias, o médico Fabiano Góes cuidou dele na enfermaria.

"Ele é mais que um médico, ele foi a presença da providência de Deus, ele me tirou do chão com sua generosidade, ele se colocou em meu lugar. Ele brigou por mim, para que eu fosse bem cuidado em tudo. Cobriu meus pés por causa do frio e dizia que em breve eu iria para casa."

E é esse amor incondicional pelo ser humano, que o comunicador deseja homenagear. Segundo ele, as pessoas não têm noção do que os profissionais de linha de frente estão passando.

“Eles estão saturados, cansados. Mas mesmo assim sempre têm uma palavra de conforto, de esperança. Só quem passa por essa doença sabe do que estou falando. E hoje a minha vida mudou. Dou valor a cada momento ao precioso ar que respiro, à minha família. Mas aqui quero agradecer a todos os profissionais do hospital, cada pessoa maravilhosa que conheci. Obrigado Dr. Fabiano Góes, agradecendo ao senhor, agradeço a todos os médicos que estão dando a vida para salvar outras vidas”.

Créditos na matéria: Portal Rede Sul de Notícias (RSN).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://i.ibb.co/XpPwfwk/PUB02.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif