https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEj8VdT23IlvNqVZNx0YiDXXU700tGOJAt1WL6gU1yJXqSQmwPlqhQM3Dfl4M-ppzuF9NaihEbNNYE01gBtz3LC49zcdQdafkzxs4nkm-JhQKjgaJaW0sQCux5Anwqjfg1fzaDQyCK6azLoh-BbP3OX15Bsp_7Hi7IBzQ8GfpARb_0bm8j_C40783IY9/s730/N01.gif

Municípios da Região Centro-Sul receberam mais de R$ 51 milhões para infraestrutura

Entre os 10 municípios que receberam os recursos, Inácio Martins é o que mais fez ações, com 22. E, contou com R$ 8.853.332,33

Foto - Reprodução/AEN

Municípios da Região de Guarapuava receberam desde 2019, recursos que viabilizaram obras de pavimentação, construção de edifícios públicos e a aquisição de serviços, máquinas e equipamentos. Os recursos foram liberados pela Secretaria estadual do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (Sedu). Assim, para o Centro-Sul do Estado, houve liberação de R$ 51.355.700,75.

Entre os municípios que receberam os valores, Inácio Martins fez 22 ações e contou com R$ 8.853.332,33. Entretanto, Irati fez 12 ações, com um total de R$ 11.678.878,35. Já Imbituva, teve menos da metade do orçamento de Irati (R$ 4.903.626,79). Mesmo assim direcionou para uma ação a mais, com 13.

Além disso, Prudentópolis também se destaca. Os R$ 9.922.070,34 tiveram destino para 18 atividades de infraestrutura. Em Mallet, R$ 3.099.472,77 contemplaram 11 obras. Rebouças destinou R$ 3.167.826,05 a seis projetos. Rio Azul R$ 2.622.028,88 a cinco e Teixeira Soares R$ 3.812.285,70 para sete.

Os projetos aprovados contemplaram todos os municípios, de acordo com as demandas apresentadas pelos próprios prefeitos à Sedu. Fernandes Pinheiro teve 10 ações aprovadas (R$ 2.822.277,55), enquanto Guamiranga recebeu recursos para duas ações (R$ 473.901,99).

Conforme a Agência Estadual de Notícias, esses projetos estão em diversas etapas, desde as concluídas e já entregues à população até as que receberam a autorização para a licitação de fornecedores, autorização para contratação das empresas e em execução. Os recursos autorizados têm origem no Tesouro do Estado e operações de crédito com contrapartidas municipais.

QUALIDADE DE VIDA
De acordo com João Carlos Ortega, secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, a melhor qualidade de vida está presente na oferta de empregos. Assim como, no atendimento à saúde mais próximo das pessoas, no asfalto que cobre as ruas centrais e dos bairros. E, na coleta de lixo feita pontualmente e com bons equipamentos e em tantas outras iniciativas.

Na prática, segundo Ortega, isso representa investimentos na construção de barracões industriais e em Centros de Referência, em unidades Meu Campinho e em obras de pavimentação. Além disso, em parques municipais, na aquisição de caminhões para a coleta de lixo, retroescavadeiras e máquinas rodoviárias usadas na manutenção de ruas e estradas. (Com Portal RSN).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEjzzAnL6GGIcj4wYekGUKikrrN7ypJs1TPiJlBH_rlxO3YnVoWt8gq_rBsXH47JT2-gvhqS8A09BWy03lbJksRzcgTcqL2baXonkSz3GezIqE2m7-7kY0PTFVmpeo4jogXZ-Rxxh6f5oIFiDqUihfMCn6s8WuRtxp98oVe7Mdipe2Jaq7LhX5CkSFzk/s730/N02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEj8VdT23IlvNqVZNx0YiDXXU700tGOJAt1WL6gU1yJXqSQmwPlqhQM3Dfl4M-ppzuF9NaihEbNNYE01gBtz3LC49zcdQdafkzxs4nkm-JhQKjgaJaW0sQCux5Anwqjfg1fzaDQyCK6azLoh-BbP3OX15Bsp_7Hi7IBzQ8GfpARb_0bm8j_C40783IY9/s730/N01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEj8VdT23IlvNqVZNx0YiDXXU700tGOJAt1WL6gU1yJXqSQmwPlqhQM3Dfl4M-ppzuF9NaihEbNNYE01gBtz3LC49zcdQdafkzxs4nkm-JhQKjgaJaW0sQCux5Anwqjfg1fzaDQyCK6azLoh-BbP3OX15Bsp_7Hi7IBzQ8GfpARb_0bm8j_C40783IY9/s730/N01.gif