https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif

Alunos colhem saúde nas hortas das escolas municipais, em Laranjeiras do Sul

O sistema de plantio de hortaliças é de cunho orgânico, ou seja, não é utilizado insumos químicos (Agrotóxicos, adubos químicos e sementes geneticamente modificadas (transgênicas)

Foto - Assessoria

Cidadania, alimentação saudável e muito aprendizado. Esses são alguns dos resultados alcançados pelo projeto “Horta na Escola”, desenvolvimento pela Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente de Laranjeiras do Sul e que conta com a parceria das direções das escolas interessadas em introduzir educação alimentar e nutricional às crianças.

Num primeiro momento o projeto está contemplando as Escolas Leocádio José Correia, Valdemar Boeira, Aluisio Maier e o Centro da Juventude. 

“O objetivo é conscientizar os alunos, funcionários e familiares quanto à necessidade de práticas alimentares mais saudáveis gerando mudanças na cultura da comunidade no que se refere à alimentação, nutrição, saúde e qualidade de vida de todos, além de promover a sensibilização, conscientização e capacitação dos alunos sobre os problemas ambientais visando à construção de um futuro sustentável”, afirmou o secretário de agricultura Gilmar Negretti.

O sistema de plantio de hortaliças é de cunho orgânico, ou seja, não é utilizado insumos químicos (Agrotóxicos, adubos químicos e sementes geneticamente modificadas (transgênicas). O plantio reúne as crianças e professoras das escolas em dias de campo onde se conscientiza da importância de se consumir alimentos saudáveis, além de oferecer uma experiência de plantio de hortaliças em áreas urbanas a qual visa estimular o plantio e o consumo de hortaliças em seus quintais. “O produto final, a colheita das hortaliças, varia de acordo com cada escola. Há o direcionamento para o consumo familiar das crianças e, em casos de excedentes de produtos, a venda das hortaliças sendo o que for arrecado serve para reposição das mudas do plantio”, concluiu Negretti.

Num primeiro momento está sendo plantado, alfaces, cenouras, rúcula, beterraba, repolho, couve-flor, pimentão, couve folha (manteiga e roxa), melancia, melão, abobrinha, pepino, manjericão, manjerona, alecrim, salsinha, cebolinha e girassol. 

A prefeitura fornece os insumos necessários ao empreendimento como adubo orgânico e as mudas de hortaliças, além de um funcionário que é o responsável pela preparação dos canteiros (descompactação do solo e incorporação do adubo orgânico e capina). Já o Engenheiro Agrônomo, Gilvani Scatolin Leite, e o secretário de agricultura, Gilmar Negretti, atuam na orientação e preparo do solo dos canteiros. Orientam o plantio em sistema orgânico de produção de alimentos, monitoram o desenvolvimento do plantio, a colheita e o beneficiamento dos vegetais. Fazem atuações de cunho educativo com as crianças ressaltando a importância dos vegetais na saúde humana e para a manutenção e proliferação da vida do planeta Terra. (Com Portal Cantu).


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiMNURHzN5b_fXBW4oPzyfmDT_9q1uYg_zZQydcfF3T1GIYXktsCcM3hAuuatP0WcioZOywoBVD8LtPnlYQsf_1tbzSPEPgn43rZpxAy3ZYqgtRwLhhQBRuqVmRz1BZI2TlKMIq0PFV-5MhzDPfJg2fjjqZhZbtEYhxqK6eduRA9JclX96MfxlxShjB/s730/PUB02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif