https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif

Bebê de 11 meses com suspeita de abuso sexual morre em UPA de Foz do Iguaçu

As investigações sobre a suspeita de abuso estão sendo feitas pela Polícia Civil através do Núcleo de Proteção a Criança e o Adolescente Vítima de Crimes (Nucria)

Foto - Divulgação/Prefeitura de Foz do Iguaçu

Uma menina de 11 meses, com suspeita de abuso sexual, morreu na Unidade de Pronto Atendimento Morumbi I, em Foz do Iguaçu. Segundo o boletim de ocorrência, a criança que tem Síndrome de Down e problemas cardíacos, chegou à unidade por volta da 1h da madrugada de ontem (9), com suspeita de que tenha sofrido abuso sexual. Por volta das 12h, a menina morreu.

Por se tratar de um caso grave, a UPA tentou a transferência da criança para o Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, mas o pedido teria sido negado pelo hospital, segundo apurado pela RPC Foz do Iguaçu. A menina foi atendida por uma médica clínico-geral e alguns exames foram solicitados, porém a máquina de raio-x não estaria funcionando. A menina foi entubada, mas não resistiu e morreu.

Em entrevista a RPC, o diretor clínico do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, André Fernandes Ribeiro Maia, representando a Fundação Municipal de Saúde que é responsável pelo funcionamento do Hospital Municipal e UPAs, afirmou que não houve recusa no atendimento a criança. Ele explicou que foram realizados exames na madrugada e que no momento da transferência ao hospital, por volta das 6h da manhã de ontem (9), a criança teria sofrido uma parada cardíaca, impossibilitando o deslocamento para o hospital. “Não tinha mais condições de transporte”, completou o diretor.

https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgjqNWX2Ex2ZwZCkkiyiVKdUW7-_rKAGTbTOYHI6swESGNaFuLa998wGuaQVmX4zJgHobLM_DDfe8GDnvWTymZbuva_3wWrdzm6Lo9AHa_b2IiTmSJdTEsdE9E2gQ1csAQU2Ip4H9S7JV9vExXzRHrNSgO2AaWWMsz7k2ohPmz8NCE7xoTTOERaVH_45A=s16000

Sobre o atendimento ter sido feito por um clínico-geral e o não funcionamento da máquina de raio-x, André informou que não há pediatra 24h por dia nas UPAs e que as máquinas de raio não estavam funcionando por problemas técnicos.

Ele informou que uma investigação interna, envolvendo o Hospital Municipal e UPA, está em andamento para apurar o atendimento feito à criança.

As investigações sobre a suspeita de abuso estão sendo feitas pela Polícia Civil através do Núcleo de Proteção a Criança e o Adolescente Vítima de Crimes (Nucria). A polícia não informou se já há suspeitos do crime. (Com g1 Paraná).


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiMNURHzN5b_fXBW4oPzyfmDT_9q1uYg_zZQydcfF3T1GIYXktsCcM3hAuuatP0WcioZOywoBVD8LtPnlYQsf_1tbzSPEPgn43rZpxAy3ZYqgtRwLhhQBRuqVmRz1BZI2TlKMIq0PFV-5MhzDPfJg2fjjqZhZbtEYhxqK6eduRA9JclX96MfxlxShjB/s730/PUB02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiB_kpMazbVuvkmr4giX31FUJsCfakFId3o1L16BGBSCTkVc5a6Z7fn4lvwq3A2TY3iyaEjM2lTMrtxK1lxCJfensObvFM2T_I7qXaCpCwr0_hZ9thUTVQkQrhS3GYuWYWHY7XR6yGqStV8p6Ct9VwdTY9DNr6Q1wMStksFJl5kBpC4MULSYDpK0FOC/s730/PUB01.gif