https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif

Prefeito de Pitanga anuncia instalação do Samu na cidade

Nesse momento, a Prefeitura de Pitanga está preparando a sede onde funcionará o serviço e, nos próximos dias, deve dar início à licitação para a reforma do prédio

Foto - Reprodução/Geraldo Buniak

O prefeito de Pitanga, Maicol Callegari Barbosa, anunciou que o município deve receber, a partir de janeiro de 2022, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O Samu Regional envolverá os municípios que pertencem a 5ª Regional de Saúde de Guarapuava, que ainda não contam com o serviço. Nesse momento, a Prefeitura de Pitanga está preparando a sede onde funcionará o serviço e, nos próximos dias, deve dar início à licitação para a reforma do prédio.

Uma nova reunião deve ser feita, nos próximos dias, quando será definido o rateio, onde cada município ficará sabendo qual será o custo para instalação do serviço.

Maicol Barbosa explica que, inicialmente, serão quatro municípios que contarão com a ambulância de suporte avançado, a UTI Móvel. Pitanga, Laranjeiras do Sul, Prudentópolis e Guarapuava; estes municípios também terão ambulância de suporte básico. Depois, outros 11 municípios também receberão a ambulância de suporte básico e, com isso, os 20 municípios da Regional de Saúde de Guarapuava estarão contemplados com o serviço. Apenas o município de Guarapuava é atendido com o serviço municipal, que será extinto e passará a integrar o consórcio com os demais 20 municípios.

https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgjqNWX2Ex2ZwZCkkiyiVKdUW7-_rKAGTbTOYHI6swESGNaFuLa998wGuaQVmX4zJgHobLM_DDfe8GDnvWTymZbuva_3wWrdzm6Lo9AHa_b2IiTmSJdTEsdE9E2gQ1csAQU2Ip4H9S7JV9vExXzRHrNSgO2AaWWMsz7k2ohPmz8NCE7xoTTOERaVH_45A=s16000

“A população entende como um transporte de pacientes, mas o Samu é mais do que isso; significa ganho de tempo e salva vidas, quando se tem um mecanismo que tem acesso mais rápido ao paciente, equipamentos e profissionais preparados para fazer esse primeiro atendimento e tem uma porta de entrada definida, direto com a ambulância, sem precisar regular com uma central de leitos, e isso encurta tempo e dá sobrevida, reduz sofrimento e sequela e aumenta muito a chance da pessoa sobreviver”, frisa o prefeito de Pitanga. (Com Jornal Paraná Centro).


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEh9s_lMK7Az2PtqFRjVLJM1Jr1PPl4K9hJX9TFHZp032cR6fCwsmhToxFK1nMUPiaVJ6sYtRVCpzNzRc8lL9L0MQ7iAEDjKZajh7HOBCS8znEJKRw0t95yvvuc4JyMwEMeORl0G4F0VC7343nT-OnvJvWMKT0h7SQReKffBIPGOxSbHNXVmJ0eDv39c/s16000/N02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif