https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgsmKdgZ61yoFghmojeTscmZ5x2vlpkh2ksh5NgJJL7aSO5AYjcUEkOgo8IXOkw7YptIDwH2tV8wc7mZ7JjvK0kNNRGFZ4-Cdho0_0vVYOXdtpAcMiracYRqE0ImB4jMvVMs-cqilGEAoihHlBosj7dwg8McNgSFUh1OkfvX_8eNSqW9H5ThR9aG-4G=s16000

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Sétima parcela havia sido depositada em 31 de outubro

Imagem ilustrativa/Reprodução

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), nascidos em dezembro, podem sacar, a partir de hoje (19), a sétima parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 31 de outubro.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda-feira a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

39,2 milhões de famílias atendidas
A liberação do dinheiro em espécie marca o fim da segunda rodada do auxílio emergencial, que começou em abril. Neste ano, o programa atendeu a 39,2 milhões de famílias, dos quais 23,9 milhões de trabalhadores informais, dez milhões inscritos no Bolsa Família e 5,3 milhões inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Os beneficiários do Bolsa Família foram migrados para o Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal. Os trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico deixaram de receber o benefício. Uma vez por mês, os inscritos no CadÚnico que mantiverem os dados atualizados serão selecionados para receberem o Auxílio Brasil, dependendo do espaço no Orçamento do governo.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a rodada de pagamentos teve sete parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, receberam R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebeu R$ 375; e pessoas que moram sozinhas, R$ 150. (Com Agência Brasil).


Quer ficar por dentro das principais notícias da região? Então acompanhe o Portal Douglas Souza nas redes sociais, clicando nos seguintes links: WhatsApp | Facebook | Instagram 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEiGwG9COWKANhh_kPhzLo4zNkaG-gl9vHLyeAfi4dkp8G-cNpxwpvMp8LXEKCLRsboi39v4sjWgUb_ZmKGVi4icgwt16lvI4eRjtHdoSD7DHc_bVqVJ5fc5eiNrqQA6P_2bDKgu_Epb_L2Xz3_X1EhHftufq5vWbhmpN84q-O3LcfN-SNT6KdNF9Cli=s16000
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgsmKdgZ61yoFghmojeTscmZ5x2vlpkh2ksh5NgJJL7aSO5AYjcUEkOgo8IXOkw7YptIDwH2tV8wc7mZ7JjvK0kNNRGFZ4-Cdho0_0vVYOXdtpAcMiracYRqE0ImB4jMvVMs-cqilGEAoihHlBosj7dwg8McNgSFUh1OkfvX_8eNSqW9H5ThR9aG-4G=s16000
https://blogger.googleusercontent.com/img/a/AVvXsEgsmKdgZ61yoFghmojeTscmZ5x2vlpkh2ksh5NgJJL7aSO5AYjcUEkOgo8IXOkw7YptIDwH2tV8wc7mZ7JjvK0kNNRGFZ4-Cdho0_0vVYOXdtpAcMiracYRqE0ImB4jMvVMs-cqilGEAoihHlBosj7dwg8McNgSFUh1OkfvX_8eNSqW9H5ThR9aG-4G=s16000