Educação financeira | Como não se endividar na quarentena? - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Educação financeira | Como não se endividar na quarentena?

Educação financeira | Como não se endividar na quarentena?
Foto - Reprodução
A Educação Financeira deve fazer parte da rotina de todos nós, tanto de quem é consumidor quanto de quem gerencia um negócio.

No caso de quem é empreendedor, por exemplo, a educação financeira auxilia a saber onde investir, a importância de poupar e também de entender o que é prioridade em tempos de crise.

Em tempos de pandemia, em que a quarentena e o distanciamento social fazem parte do dia a dia das pessoas, o modo de consumo é afetado. É aí que a educação financeira se torna ainda mais relevante.

Para você saber mais sobre o assunto, esse texto traz alguns tópicos como:

● O que é Educação Financeira?
● Educação financeira para quem gerencia um negócio na quarentena
● O aumento das compras online na quarentena
● Educação financeira para não acumular dívidas
● Ferramentas que ajudam na educação financeira

O que é Educação Financeira?

A Educação Financeira consiste em uma série de práticas que permite pessoas e empresas adquirirem os conhecimentos adequados para gerenciar as suas finanças. Graças a ela é possível evitar gastos excessivos, fazendo investimentos de forma planejada e inteligente.

Algumas pessoas equivocadamente acreditam que a educação financeira significa poupar demais. A situação não é bem assim, pois na verdade, ela é um guia para gastar apenas o que é fundamental.

No período de quarentena, a educação financeira se torna uma importante aliada, pois ela permite equilibrar os gastos e não deixar que as pessoas se endividem mais.

Ainda que durante a pandemia o isolamento social seja a regra e o fluxo de pessoas se torna menor nas ruas e nas lojas, a tendência é a compra online. Por isso, adotar medidas de educação financeira auxilia a conter os gastos nesse período.



Educação financeira para quem gerencia um negócio na quarentena

A pandemia pegou de surpresa os empreendedores. Enquanto em 2019 o plano era crescer e investir em seu pequeno ou grande negócio, veio a Covid-19 e alterou drasticamente os planos de muita gente.

Como gerenciar um negócio em uma época de consumo baixo? A educação financeira surge como uma luz no fim do túnel, apontando métodos para o gestor investir com mais segurança apenas no que é necessário na sua empresa.

Aproveite o seu orçamento com mais segurança

Na época da quarentena se torna fundamental investir apenas naquilo que poderá ajudar o seu negócio nesse período conturbado. Se o seu negócio é baseado na web, a hospedagem de site, por exemplo, é um desses itens.

Um site garante para o seu negócio uma boa visibilidade nessa época em que a maioria dos clientes estão em casa navegando na internet. Por isso, para assegurar a sua presença digital, é preciso contar com um site rápido e seguro.

Por isso, um plano adequado de hospedagem de sites garante para o seu empreendimento essas e outras soluções importantes.

Identifique os principais problemas

A educação financeira permite você gerenciar o seu negócio identificando quais são os principais empecilhos que a crise vai provocar ao seu negócio. Entre eles podem estar interrupção da cadeia de suprimentos até o baixo volume de vendas.

Adapte o seu negócio para a realidade da pandemia

Se a sua empresa é um restaurante, por exemplo, coloque no seu planejamento de gestão financeira o maior investimento em sistemas de delivery e vouchers de desconto. Os clientes cada vez mais vão procurar por com entregas mais eficientes e organizadas.

O fato é que utilizar os recursos tecnológicos adequados para o seu empreendimento vai mantê-lo em destaque, sofrendo o mínimo possível de danos provocados pela pandemia.

Atualmente é fácil digitalizar a sua empresa, pois basta apenas contratar uma boa hospedagem de sites e criar um canal online. Se você não sabe como criar um site ou loja virtual, saiba que as próprias empresas do segmento de web hosting disponibilizam treinamentos para isso.



O aumento das compras online na quarentena

Muitas vezes o cenário da pandemia e de isolamento social aumenta a ansiedade de algumas pessoas. Em determinadas situações isso se torna um gatilho para o consumo.

Como a situação exige uma menor quantidade de gente nas ruas e nas lojas, as compras online aumentam. E o consumo desenfreado e muitas vezes sem necessidade, como todos sabem, é o inimigo número 1 das boas práticas da educação financeira.

A solução para isso é pensar nas consequências daquela compra. Assim como um produto na vitrine de uma loja física pode ser sedutor, um produto em uma loja online também. Além disso, ele está a um clique para você colocar no carrinho.

Portanto, fique atento para algumas dicas de educação financeira que vão auxiliar você a gerenciar melhor o seu dinheiro.

Educação financeira para não acumular dívidas

É justamente pensando nisso, no aumento do consumo especialmente em lojas online, que a educação financeira se torna um ótimo caminho para evitar o endividamento.

Vale lembrar que a pandemia está prejudicando a economia e o aumento do desemprego é uma realidade. Por isso, não é hora de acumular dívidas.

Faça um registro das suas despesas fixas

Você conhece bem essas despesas, pois elas são aquelas que você paga mensalmente. Elas compreendem o aluguel, a água, a luz, o telefone, a internet, enfim, os gastos do seu dia a dia.

Entretanto, é importante destacar que é necessário acrescentar na lista impostos como IPTU e IPVA, durante todo o tempo que você tiver que efetuar tais pagamentos.

A grande vantagem do registro das despesas fixas é possibilitar que você tenha uma noção precisa do que sobra todos os meses para você investir, economizar ou até mesmo gastar com itens que você aprecia, como livros, teatro, viagens e cinema.

Caso você seja um gestor, é importante também adotar um controle das despesas fixas do seu empreendimento, portanto fique atento para aqueles gastos básicos, como o aluguel, salário dos colaboradores e os gastos de produção, por exemplo.

Hoje em dia existem vários métodos para assegurar esse controle de forma eficiente, mas com uma mãozinha do Google Drive ou do Excel é possível organizar tudo em uma planilha.

A vantagem disso é que essas anotações ficam armazenadas no seu computador ou na nuvem e você não precisa se preocupar com os cálculos, pois a própria ferramenta já efetua os cálculos automaticamente.

Separe os gastos pessoais dos gastos do seu negócio

Se você gerencia um negócio ou pretende abrir um, então preste atenção nessa dica. Alguns microempreendedores ainda denotam certa dificuldade de separar as despesas pessoais dos gastos da empresa.

Isso é perigoso, pois entre os vários prejuízos, um deles pode ser a falência. Não separar os gastos impede que você saiba se o seu empreendimento está obtendo resultados positivos, pois o lucro está sempre sendo retirado do caixa.

A ausência de capital e o uso inadequado dele ainda não deixa que você proporcione melhorias em seus procedimentos e traga benefícios para a sua divulgação. Isso é prejudicial para a credibilidade e o alcance da sua marca.

Além do mais, não separar contas pessoais com as contas do negócio cria uma sensação ilusória de lucro. O resultado é que você terá a tendência de gastar mais do que você realmente pode naquele momento.

Por tudo isso, se você gerencia uma empresa, tão importante quanto possuir uma hospedagem de site e outros recursos básicos, é manter as contas separadas. Os gastos pessoais não podem se confundir com os gastos profissionais.

Estabeleça objetivos financeiros

Ter objetivos é bom para tudo na vida. São os objetivos que fazem a gente encarar até mesmo as piores segundas-feiras e seguir em frente.

Em se tratando de quarentena, é importante determinar objetivos bem claros, como evitar gastar determinada quantia ou assegurar na poupança uma certa margem de dinheiro.

Parece óbvio, mas a educação financeira é assim mesmo, repleta de coisas que de tão óbvias parece que a gente esquece. Uma delas é guardar o dinheiro extra, isso se torna uma saída para solucionar alguma urgência.

Dê valor para as compras à vista

A educação financeira trabalha com assuntos lógicos e se há alguma lógica nas finanças é o fato de que o ideal é comprar algo quando você tem dinheiro para isso. Caso isso não seja feito, as dívidas irão aparecer no horizonte como uma bola de neve.

Por causa disso, efetuar compras à vista se torna um caminho viável para poupar o seu suado dinheirinho, pois isso evita gastar aquilo que não tem e ainda fique enrolado com o cartão de crédito.

Nessa quarentena procure por lojas que concedem descontos para aquisições realizadas à vista. Isso implica em gastar apenas o que é necessário e ainda possibilita pagar menos para comprar um produto.

Invista em novas alternativas de negócios

No período de quarentena, com mais tempo em casa, você poderá pensar em possibilidades de ganhar dinheiro, especialmente por meio de projetos online. Isso é importante especialmente para quem está procurando emprego em meio à crise.

Hoje em dia são várias as iniciativas que você pode exercer em casa, no famoso regime “Home Office”. E o melhor de tudo: lucrar com essa atividade.

Uma das alternativas de atividade lucrativa em tempos de pandemia é o Marketing de Afiliados. Por meio dessa modalidade de negócio você terá condições de divulgar produtos de terceiros, em troca de comissões pelo que foi vendido.

Outra alternativa é a produção de conteúdo. O conteúdo é o “petróleo da era digital”, pois um bom conteúdo gera informação, pode educar e resolver os mais variados problemas das pessoas.

Quando o assunto é gerar conteúdo existem inúmeras alternativas. A criação de um blog é uma delas, pois esse canal é versátil e você pode trazer conteúdos sobre temas que você domina e aprecia.

Além dos blogs, há outros formatos de mídia online, como, por exemplo, os podcasts, que são atrativos pelo fato de serem uma abordagem voltada exclusivamente para o áudio.

Há também a possibilidade de criação de um canal no YouTube, monetizar esse canal e ainda realizar parcerias com empresas e outros canais.

O lado bom é que para todos esses exemplos mencionados sejam bem sucedidos, basta que você conte com alguns detalhes importantes. Os principais são um computador com acesso à internet, paciência, criatividade, hospedagem de site e a boa e velha educação financeira.

Utilize a internet para efetuar uma boa pesquisa de preço

Para ajudar na educação financeira e organização do seu dinheiro, use a internet. Sendo assim, no instante que for fazer uma compra, pesquise online para encontrar as soluções mais viáveis a seu orçamento. Isso auxilia para poupar.

Entre os métodos de pesquisa está o de usar os filtros de marketplace e lojas online para encontrar os produtos mais adequados para a sua situação.

Caso a sua intenção é comprar um infoproduto, como um curso online ou um livro digital, experimente efetuar uma pesquisa em grupos de Facebook ou se inscrever nas listas de Produtores. Assim você pode ficar por dentro das ofertas e comparar preços.



Conheça as melhores ferramentas que ajudam na educação financeira

Em tempos de quarentena e de internet é importante poder contar com ferramentas que facilitam a gestão das suas finanças. Hoje em dia tais ferramentas, além de serem intuitivas, oferecem várias funcionalidades.

Por meio delas é possível ficar a par de todas as suas movimentações bancárias e até mesmo agendar e acrescentar lembretes para o pagamento das contas.

Com isso você adquire um controle do fluxo financeiro, monitorando os valores que entram e saem de sua conta, evitando que você seja surpreendido por dívidas. Algumas das melhores ferramentas são:



Conta Azul

Ela é uma ferramenta nacional bastante conhecida e com um perfil bastante intuitivo. Se você gerencia um negócio, esse software auxilia na gestão de estoque, nas vendas, bem como permite a emissão de boletos e notas fiscais eletrônicas.

Organizze

O Organizze cai como uma luva tanto para usuários comuns como para pequenos e médios negócios, pois oferece um amplo controle dos negócios em um único lugar. Outra vantagem é que essa ferramenta ainda disponibiliza aplicativo grátis para o sistema iOS.


Mobills

Esse é também um aplicativo fácil de usar e permite várias funcionalidades, que vão desde agendamento para pagar contas a determinar metas e prazos. Ele é muito bom para quem busca por organização, pois ele permite ordenar as contas por categorias.

Se a educação financeira já era importante antes da pandemia, agora ela é mais ainda

A quarentena afeta a economia de todos nós. Para passar por ela sofrendo o mínimo de arranhões, é necessário ter disciplina e ser um mais racional e “mão fechada”.

Por isso, a educação financeira deve fazer parte do nosso dia a dia, seja para o gerenciamento de um negócio ou das finanças pessoais. (Com Portal Cantu).
https://i.ibb.co/4F125LN/DUBENA-1.png

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad