https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif

“Nos próximos anos poderemos ter uma pandemia de doenças mentais”, diz psicólogo

Em poucos dias, duas pessoas tentaram atentar contra a própria vida em passarelas de Guarapuava. Os bombeiros conseguiram salvar a vida dos dois

Foto - Reprodução/Via; Portal RSN

A urgência em buscar tratamento psicológico adequado para esta fase que estamos vivendo está cada vez mais evidente. Isso porque, em poucos dias, o Corpo de Bombeiros salvou duas pessoas em passarelas de rodovias em Guarapuava. Na semana passada, uma mulher estava em cima da passarela do bairro Vila Carli, na BR-277.

Quando a equipe chegou no local, a mulher estava sendo contida pelo marido, que pedia insistentemente que ela desistisse da ideia de pular dali. Depois de alguns instantes de conversa entre ela e os Bombeiros, eles conseguiram retirá-la de cima da passarela.

Entretanto, nesse domingo (25) houve um novo registro do mesmo tipo. Desta vez, um homem de 22 anos também foi contido pelos Bombeiros. Conforme as informações, ele estava em cima da passarela da PR-466. As equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar conseguiram salvar a vida dele. No dia 16 de julho, o município registrou mais um caso em que a depressão ‘roubou’ a vida de uma jovem. Aquela foi a segunda morte provocada por vontade própria nos últimos dias em Guarapuava.

PANDEMIA DE DOENÇA MENTAL
A pandemia da covid-19 tem impactado diretamente a rotina das pessoas. Homens, mulheres, jovens, crianças mudaram drasticamente a rotina e os costumes para se adaptar ao ‘novo normal’ que espera a população mundial. Desse modo, um fato apontado por especialistas logo no início da pandemia, foi o impacto que ocorreria na saúde mental das pessoas.

Para o psicólogo Silvio Luiz Ortiz, a pandemia influencia a vida das pessoas de diversas maneiras. “Temos diferentes cenários, o medo de perder alguém, medo de adoecer. Além das perdas, de um luto mal curado porque não houve possibilidade de despedida”. Além disso, estudos apontavam, alguns meses atrás, que uma em cada cinco pessoas estava com a saúde mental prejudicada por conta da pandemia. Hoje, estes mesmos estudos apontam que esse número aumentou, com a doença afetando em uma a cada três pessoas.

"Isso também é reflexo do desemprego, do medo de falência somados ao bombardeio de coisas negativas, já que a pandemia e seus problemas é assunto predominante em qualquer lugar, e isso ainda vai acontecer por muito tempo. Nos próximos anos, poderemos enfrentar uma pandemia de doenças mentais, por isso é preciso estar atento."

AJUDA EM GUARAPUAVA
Assim, existem diversos canais que oferecem ajuda gratuita, como o Centro de Valorização da Vida (CVV), que atende voluntariamente e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e voip 24 horas, todos os dias. O número é o 188 e também é possível acessar o site para chat.

Além disso, existe em Guarapuava o ‘Guarapuava Salvando Vidas – GSV’. O site GSV está sempre no ar. Com atendimento on-line de domingo a sexta, das 19h às 23h e no sábado, das 19h às 22h. (Com Portal RSN).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://i.ibb.co/XpPwfwk/PUB02.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif