https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif

Técnico em enfermagem, Lourival Latzuk fala sobre o que é colesterol e quais são seus cuidados

Saiba como controlar seu colesterol

Foto - Juliane Bales/Central Multimídia

O que é o colesterol?
O colesterol é uma gordura existente no organismo, essencial para o seu bom funcionamento. Tem duas origens: há uma parte que é produzida dentro do próprio organismo, principalmente no fígado, e outra que é ingerida através da alimentação.

Desempenha funções fundamentais no organismo, integrando a constituição das paredes das células e participando na produção de vitaminas, hormonas e ácidos biliares. No entanto, a quantidade necessária para todas estas funções é muito pequena, e o colesterol em excesso pode acumular-se na parede das artérias e constituir um risco significativo de desenvolver várias doenças, em especial doenças cardiovasculares, como o enfarte agudo do miocárdio (EAM) ou o acidente vascular cerebral (AVC).

Como qualquer gordura, não é miscível com a água e, portanto, não consegue circular no sangue isoladamente. É necessário haver proteínas que “carreguem” o colesterol na circulação sanguínea, chamadas de lipoproteínas transportadoras de colesterol.

O risco cardiovascular depende sobretudo do peso relativo de duas destas proteínas: as HDL (do inglês, high density lipoprotein), também chamadas de colesterol bom, e as LDL (low density lipoprotein), ou colesterol mau. O LDL transporta o colesterol do fígado até às artérias periféricas: quanto mais elevado estiver o nível de LDL, maior o risco da pessoa vir a sofrer uma doença cardiovascular. O HDL retira colesterol das artérias e leva-o ao fígado para ser eliminado: níveis mais altos de HDL representam uma proteção efetiva e estão associados a menor risco de doença.

O colesterol e a diabetes
As pessoas com diabetes mellitus apresentam à partida um risco de vir a ter doença cardiovascular muito superior ao das pessoas que não têm diabetes. Quando acrescentamos na mesma pessoa outros fatores de risco, como a hipertensão arterial, o colesterol, o tabagismo, o sedentarismo, o excesso de peso/obesidade, este risco multiplica-se.

Com a exceção de um pequeno grupo de pessoas com Diabetes Mellitus tipo 1 até aos 40 anos e que não apresentam lesões relacionadas ou outros fatores de risco, todas as pessoas com Diabetes Mellitus apresentam um risco cardiovascular alto ou muito alto, representando uma probabilidade significativa de vir a sofrer um enfarte do miocárdio ou um acidente vascular cerebral (AVC).

Gerir este risco é controlar a diabetes e os restantes fatores de risco, incluindo o colesterol.

Para a maioria das pessoas com diabetes o valor desejado do colesterol LDL é inferior a 100 mg/dl (doentes de alto risco) ou inferior a 70 mg/dl (doentes de muito alto risco).

A diabetes provoca só por si alterações da distribuição do colesterol e outras gorduras no sangue, fazendo com que para os mesmos valores a carga aterogénica (probabilidade de doença) seja muito superior.

Porque é que o colesterol está elevado?
A principal razão para o aumento dos níveis de colesterol é a alimentação e a ingestão de bebidas alcoólicas. No entanto existem outros fatores que contribuem para o seu aumento, sendo eles:

Hereditariedade: se tiver outros familiares, como pais e avós, com colesterol alto, o risco de poder vir a ter o colesterol alto aumenta.
Fumadores: fumar aumenta os níveis de LDL e a sua acumulação nas artérias e diminui os níveis de HDL.

Sedentarismo: a falta de atividade física contribui para o aumento dos níveis de LDL e a sua acumulação nas artérias. Também diminui os níveis de HDL.

Como controlar o seu colesterol
  •  Opte por uma dieta equilibrada e variada;
  •  Evite alimentos ricos em gorduras saturadas, colesterol e gorduras trans.
  •  Aumente a ingestão de alimentos ricos em esteróis vegetais, ácidos gordos ómega-3, e fibras   vegetais.
  •  Pratique exercício físico de forma regular, cerca de 30 a 60 minutos, quatro a sete dias por semana.
  •  Não fume.
  •  Perca peso, em caso de excesso de peso ou obesidade.
  •  Controle adequadamente os níveis de açúcar para melhorar os níveis de colesterol e gorduras no   sangue.
  •  Mantenha a pressão arterial controlada.
  •  Se faz medicação para o colesterol, tome-a de forma contínua e regular, evitando esquecimentos.
  •  Mantenha a vigilância periódica com o seu médico.
[Entrevistado: Lourival Latzuk, técnico em enfermagem, inscrito no Coren/PR 766.827].


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://i.ibb.co/XpPwfwk/PUB02.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif
https://i.ibb.co/3vg2gcv/PUB01.gif