https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif

Bombeiros dão dicas à população de como evitar afogamentos

Um descuido na água pode provocar um acidente. Orientações simples podem prevenir fatalidades e que crianças corram perigo

Foto - Pexels/via RSN

Com a chegada do verão, muitas pessoas aproveitam para se refrescar na água. No entanto, todo cuidado é pouco, já que um descuido, pode transformar os momentos de alegria em fatalidade. Por isso, o Corpo de Bombeiros orienta a população para evitar casos de afogamentos.

"Estima-se que 85% dos afogamentos podem ser prevenidos por supervisão, instruções de natação, controle tecnológico e educação pública. Por isso, é necessário destacar que a chance de sobrevida de uma vítima de afogamento está completamente atrelada ao tempo após submersão."

Desse modo, após cinco minutos há um elevado risco de morte e sequelas neurológicas irreversíveis. Sendo assim, os Bombeiros afirmam que algumas ações podem proporcionar mais segurança na água. Por exemplo, não superestimar a habilidade de natação, evitar estar sob efeito de bebida alcoólica e supervisionar as crianças constantemente.

Além disso, é importante buscar estar sempre acompanhado na água, não saltar de cabeça e deixar próximo itens que podem ajudar no resgate. Tais como, cabo de vassoura, corda, materiais flutuantes que suportem o peso do banhista, assim como um telefone com sinal.

RIOS E PRAIAS
Em casos de rios e praias, os Bombeiros orientam para que a população nade em área protegida. Inclusive, respeitar a sinalização e tomar cuidado com dispositivos infláveis que podem levar para o fundo. Os profissionais ainda recomendam não saltar de lugares com altura elevada, e cuidar com locais escorregadios.

As piscinas também podem apresentar perigo. Por isso, medidas de segurança como não deixar brinquedos na piscina, e colocar grades de proteção ao redor do local, impedem que crianças se aventurem na água.
Vale ressaltar que o uso de filtros de piscina podem ser importantes já que contém proteção para evitar sucção de cabelos.

COMO PEDIR SOCORRO
Mesmo seguindo todas as orientações, acidentes podem acontecer. E ao menor sinal de perigo, é fundamental pedir socorro pelo 193, e seguir as instruções do atendente. Nos casos de afogamento, os profissionais pedem para que as pessoas nunca pulem na água para tentar ajudar.

Isto porque, a falta de treinamento pode fazer com que essa pessoa se torne facilmente uma vítima. Se possível, alcance a vítima por meio de um galho ou objeto semelhante, ou ainda, arremesse algum material flutuante. Por fim, o mais importante é manter a calma, mas agir sem demora, cada segundo é crucial para o salvamento. (Com Portal RSN).


Quer ficar por dentro das principais notícias da região? Então acompanhe o Portal Douglas Souza nas redes sociais, clicando nos seguintes links: WhatsApp | Facebook | Instagram

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEh9s_lMK7Az2PtqFRjVLJM1Jr1PPl4K9hJX9TFHZp032cR6fCwsmhToxFK1nMUPiaVJ6sYtRVCpzNzRc8lL9L0MQ7iAEDjKZajh7HOBCS8znEJKRw0t95yvvuc4JyMwEMeORl0G4F0VC7343nT-OnvJvWMKT0h7SQReKffBIPGOxSbHNXVmJ0eDv39c/s16000/N02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif