https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhGeS-LLzkA_63ReClz19vLaOwBzV5BxEROZ7840QVqZ91IdEsgAz5f-i1Yeul3LtYLbCYyrrhl0D75ZpJpBiIrAcfYbYI7d_uHhkbHu69149aZJw_epInD2y7Yfl0cRyhCGrsnsEh8glDZy8Jlb0KUuzN158j9okkZP3qx3y9RZvUZsMNMfAOZkhtz/s730/P001.gif

Mil pessoas foram assassinadas no Paraná no 1º semestre de 2022

Número foi informado pela Secretaria de Segurança Pública, via Lei de Acesso à Informação. Dados incluem homicídios dolosos, latrocínios e mortes após lesão corporal

Ilustrativa/Pixabay

Mil pessoas foram assassinadas no Paraná nos seis primeiros meses deste ano. O número inclui mortes por homicídio doloso, lesão corporal e roubo seguido de assassinato (latrocínio).

Os dados foram informados pela Secretaria de Segurança Pública do estado (Sesp-PR), via Lei de Acesso à Informação (LAI).

O número de assassinatos registrados caiu 0,79% na comparação com o mesmo período de 2021, quando houve 1.008 mortes violentas.
Na distribuição por tipo de crime, as mortes por homicídio doloso passaram de 962 para 963, alta de 0,10%, considerado movimento de estabilidade.

Houve diminuição do total de vítimas de latrocínio. A taxa caiu de 25 para 22 (redução de 12%). O número de pessoas mortas após lesão corporal também registrou queda, passando de 21 para 15 (baixa de 28,5%). Confira na tabela abaixo:

Os números de feminicídios, conforme a secretaria, estão inclusos no total de homicídios dolosos.

Foram 30 mortes por feminicídio no estado no período em 2022. Os primeiros seis meses do ano passado tiveram 36 mortes por este tipo de crime.
O estado passou a informar detalhadamente os dados de mortes por feminicídio em maio de 2020, considerando que anteriormente, os dados eras divulgados junto com os números de homicídios.

Dados de junho
Em junho, o Paraná registrou 128 homicídios dolosos, contra 120 no mesmo mês de 2021, representando alta de 6,66%.

Neste ano, o mês teve duas mortes por latrocínio, metade das quatro registradas no mesmo mês do ano anterior.

Junho do ano passado teve uma pessoa assassinada em caso de lesão corporal, enquanto neste ano foram duas vítimas.
Não houve registro de feminicídio oficializado entre os dados da secretaria, neste mês. Em junho do ano passado, foram sete. (Com G1 Paraná).


Quer ficar por dentro das principais notícias da região? Então acompanhe o Portal Douglas Souza nas redes sociais, clicando nos seguintes links: WhatsApp | Facebook | Instagram

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEj23v8ptcRUDOBhUGA4tx-sr3uWRsBaBV0udG1nrktZWmbPqpMyUYvaNTPuB9Hz2jj8QX_59GuHB5mtSWif5lC5qOPn85eo3yCvLypzyuH2AvWFKYHOQhgzn9FBfvLOajGqpEif3biKfsIwUsTSwXvq_D4iGMVE2ySqzZPHAlt78VjJbD46rxD8GIQh/s730/P002.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhGeS-LLzkA_63ReClz19vLaOwBzV5BxEROZ7840QVqZ91IdEsgAz5f-i1Yeul3LtYLbCYyrrhl0D75ZpJpBiIrAcfYbYI7d_uHhkbHu69149aZJw_epInD2y7Yfl0cRyhCGrsnsEh8glDZy8Jlb0KUuzN158j9okkZP3qx3y9RZvUZsMNMfAOZkhtz/s730/P001.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEhGeS-LLzkA_63ReClz19vLaOwBzV5BxEROZ7840QVqZ91IdEsgAz5f-i1Yeul3LtYLbCYyrrhl0D75ZpJpBiIrAcfYbYI7d_uHhkbHu69149aZJw_epInD2y7Yfl0cRyhCGrsnsEh8glDZy8Jlb0KUuzN158j9okkZP3qx3y9RZvUZsMNMfAOZkhtz/s730/P001.gif