Hospital de Pitanga recebe doação de alimentos do MST - Portal Douglas Souza - Notícias da Região.

Notícias

Post Top Ad

Post Top Ad

sábado, 17 de abril de 2021

Hospital de Pitanga recebe doação de alimentos do MST

O ato é em solidariedade a quem sofre com a falta de comida na mesa neste período em que a pandemia da covid-19 atinge números alarmantes

Foto - Reprodução/Via; Portal RSN
O hospital São Vicente de Paulo, da cidade de Pitanga, recebeu a doação de uma tonelada de alimentos das famílias do acampamento Claudete Vive, de Boa Ventura do São Roque. A partilha da produção deita por famílias acampadas e assentadas da Reforma Agrária mostram a marca do Abril Vermelho deste ano, no Paraná.

As doações devem chegar a cerca de 14 cidades. O ato é em solidariedade a quem sofre com a falta de comida na mesa neste período em que a pandemia da covid-19 atinge números cada dia mais alarmantes. Entre as ações está a doação de sete toneladas de alimentos em Curitiba, 20 toneladas em Londrina e cinco toneladas em Cascavel.

Assim, as mobilizações que ocorrem em todo o Brasil, marcam os 25 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás. A repercussão nacional e internacional do crime levou a definição da data como Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária.

Portanto, as ações também reafirmam o papel da Reforma Agrária na produção de alimentos. Bem como, a opção do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em se solidarizar com o crescente número de pessoas que enfrentam a fome. Até o final de 2020, 19 milhões de brasileiros passavam fome. A pesquisa é da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), divulgada no início deste mês.

Conforme o movimento, as ações também cobram o direito à vacinação para toda a população. Além disso, o auxílio emergencial de R$ 600 reais para as pessoas sem renda e o impeachment do presidente Bolsonaro. José Damasceno, integrante da direção estadual do MST, relaciona a ação dos camponeses e camponesas com a situação de emergência pela qual o Brasil atravessa.

"Então, estamos sofrendo com essa segunda onda da pandemia, que está gravíssima. Muitas pessoas estão perdendo a vida, muitas estão perdendo o emprego por conta da crise econômica, e por isso estamos com a campanha na rua."

Desde abril de 2020, com a participação de milhares de agricultores e agricultoras da Reforma Agrária, ocorreu a distribuição de mais de 533 toneladas de alimentos em todo o Paraná. Além disso, mais de 52 mil refeições também já foram partilhadas em Curitiba pela ação Marmitas da Terra, coordenada pelo Movimento.

Por fim, cada uma das doações organizada em diálogo com igrejas, setores do poder público municipal, movimentos sociais e entidades urbanas. (Com Portal RSN).

LOGO-2-SITE

Participe do grupo de WhatsApp do Portal Douglas Souza e receba informações em seu celular; Grupo WhatsApp Portal Douglas Souza (05)

49bb4fa6-d252-4de9-a9ce-71fe242b2c21

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad