https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif

Palmital - MPPR instaura Inquérito Civil a fim de apurar suposta prática de Improbidade Administrativa

As informações são do Ministério Público do Paraná

Foto - Reprodução/Tabloide Regional

O Ministério Público do Estado do Paraná – MPPR, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Palmital/PR, com informações oriundas de um Termo Circunstanciado perante o Juizado Especial Criminal daquela comarca, instaurou um Inquérito Civil a fim de apurar a suposta prática de Ato de Improbidade Administrativa pelo Servidor José da Luz dos Santos Cordeiro, responsável pela fiscalização das situações relacionadas à Covid-19, notadamente no que se refere à PREVARICAÇÃO na fiscalização e demais atos em favor de um CASAMENTO realizado no dia 1º de maio de 2021, naquele município de Palmital/PR.

PORTARIA DE INSTAURAÇÃO

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, pelo Promotor de   Justiça em atuação na Comarca de Palmital/PR, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, com fulcro nos artigos 127, caput, e 129, inciso VI, ambos da Constituição da República de 1988, no artigo 26, inciso I, da Lei Federal nº. 8.625/1993, no artigo 58, inciso I, da Lei Orgânica do Ministério Público do Paraná (Lei Complementar nº. 85/1999), no artigo 1º da Resolução nº. 23/2007 do Conselho Nacional do Ministério Público, e no artigo 15 do Ato Conjunto nº. 001/2019-PGJ/CGMP, instaura 

INQUÉRITO CIVIL;

Diante dos elementos informativos produzidos no Termo Circunstanciado nº. 0000698-66.2021.8.16.0125 perante o Juizado Especial Criminal da Comarca de Palmital/PR, que evidenciaram a suposta prática de ato de improbidade administrativa (art. 11, incisos I e II, da Lei nº. 8.429/1992) pelo servidor José da Luz dos Santos Cordeiro, responsável pela fiscalização das situações relacionadas à COVID-19, notadamente no que se refere à prevaricação na fiscalização e demais atos em desfavor de casamento realizado no dia 1º de maio de 2021 em Palmital/PR.

Com o fim de solucionar o caso em tela, determino as seguintes diligências:

1. Registre-se o presente procedimento no sistema PRO-MP, autuando-se a documentação em anexo, nos termos abaixo:


2.  Junte-se cópia integral do Termo Circunstanciado nº. 0000698-66.2021.8.16.0125.

3.  Designo o Oficial de Promotoria e o Assessor em exercícios nesta Comarca, senhores Fábio Emmanuel Assis dos Santos e Guilherme Gomes Cabral, para atuarem como Secretários, dispensando-se o compromisso, nos termos do art. 24, inciso V, do Ato Conjunto nº. 001/2019-PGJ/CGMP.

4. Voltem os autos para deliberação.

Palmital/PR, 13 de agosto de 2021.

ANDRÉ RUIZ PRATES

Promotor de Justiça

(Com Tabloide Regional).

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEh9s_lMK7Az2PtqFRjVLJM1Jr1PPl4K9hJX9TFHZp032cR6fCwsmhToxFK1nMUPiaVJ6sYtRVCpzNzRc8lL9L0MQ7iAEDjKZajh7HOBCS8znEJKRw0t95yvvuc4JyMwEMeORl0G4F0VC7343nT-OnvJvWMKT0h7SQReKffBIPGOxSbHNXVmJ0eDv39c/s16000/N02.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiI-1ys1n_67SBduIdqWDQVXRtQLb9uS2VzZroFi6dX8lP8X0Fp4cGvX6ENoY3vHbyCG7l6ZM7m1eA92VI9TOQyorz_p8jXJNdwgPOViPG70RFM68CsQ_YTAgUU6PgSe7DFEqCWaKOwzvAtIRVIujhAEt4fBPdESk6F-GQYzbX3WP9YrIz3suL0xrL7/s730/N01.gif